A visita aconteceu entre os dias 25 e 29 de outubro. A comitiva, formada por Dênio Marx (Relações Internacionais da FBAC), Juliana Leal (coordenadora regional da AVSI Brasil) e Jacopo Sabatiello (Diretor vice-presidente da AVSI Brasil), realizou cursos
de formação para os recuperandos e equipe administrativa da APAC masculina de San Rafael de Alajuela, além de encontros com representantes do Ministério da Justiça do país.

O propósito da viagem foi o fortalecimento institucional das APACs junto ao Ministério de Justiça da Costa Rica e parceiros locais, além de reforçar a aplicação correta do Método.

A comitiva também visitou o presídio feminino Vilma Curling, que abriga 522 mulheres; local onde o Ministério da Justiça pretende implantar a primeira APAC feminina da Costa Rica e, consequentemente, a primeira APAC feminina fora do Brasil. O projeto ainda está em negociação.

“Depois de quase dois anos sem voltar à Costa Rica por causa da pandemia, vimos um grande avanço na aplicação da metodologia que se deve principalmente à dedicação  do presidente da APAC Carlos Cunninghan. Encontramos uma APAC mais estabilizada em relação à metodologia, mais inclusiva quanto aos recuperandos descapacitados, um  C.S.S. mais atuante entre outros aspectos metodológicos.” Ressalta Dênio Marx.

Más Allá de las Fronteras*

A iniciativa, financiada pela União Europeia, surge com o objetivo de reforçar a atuação das APACs em nível internacional. Especificamente, contribui para a criação, consolidação e fortalecimento de uma rede de organizações da sociedade civil na América Latina de cooperação internacional na promoção dos direitos humanos da população carcerária e no combate a atos de tortura, maus tratos, penas cruéis, desumanas e degradantes, a partir da experiência metodológica das APACs.

*AVSI Brasil

Categories:

Comments are closed