O último encontro presencial foi realizado em março de 2020, no Tribunal de Contas de Minas Gerais, desde então, devido às restrições geradas pela pandemia, as reuniões vinham sendo realizadas de forma on-line. O encontro 2021 marca o retorno das reuniões presenciais e serve como um preparativo para o 9º Congresso da APACs, que será realizado em Belo Horizonte/MG, em junho de 2022 (em breve teremos novidades).

A edição de 2021 foi realizada na cidade de Itaúna/MG. Lá, estiveram presentes presidentes de 54 APACs de várias regiões de Minas Gerais e outros estados como, Espírito Santo, Paraná, Maranhão e Rondônia.

“É um momento de encontro, um momento celebrativo e de avaliação das nossas atividades, mas é também um momento em que a FBAC disponibiliza novas ferramentas para que, cada vez mais, a metodologia APAC possa ser aplicada com efetividade e gerando assim bons resultados.” Enfatiza Valdeci Ferreira, Gerente-geral da FBAC.

A qualidade da gestão das APACs e a transparência no uso dos recursos públicos foram alguns dos temas que nortearam o evento: “Não existe APAC sem paixão nem espiritualidade, porém é preciso cuidar também da gestão profissional e transparência. Neste contexto se inserem as ferramentas tecnológicas que nós construímos, seja o INFOAPAC, seja o portal da transparência, seja o código de ética e de conduta, seja o manual das marcas da APAC, seja todas essas ferramentas que construímos, como vídeos e manuais. Essas ferramentas vão ajudar as APACs a profissionalizar a gestão e possibilitam que a sociedade possa acompanhar o que estamos fazendo e como estamos usando os recursos públicos.” Ressalta Welligton Alves, coordenador de tecnologias da FBAC.

Estes foram alguns dos temas abordados nos painéis do evento: Realidade atual das APACs e perspectivas para o futuro / Reincidência nas APACs / Plano de metas individual / Processo de sucessão nas APACs e FBAC / Captação de recursos / Plataforma digital de arrecadação / Portal da transparência / Educação e profissionalização.

Lindomar Ribeiro é presidente da APAC masculina de Lagoa da Prata/MG a apenas 4 meses. Esta foi sua primeira participação em um encontro de presidentes, segundo ele, a experiência foi riquíssima: “Está sendo uma oportunidade de aprender coisas novas, de conhecer companheiros de outras APACs, trocar experiências. Eu vejo muita coisa importante sendo passada aqui, tanto em termos de tecnologia, quanto de gestão e isso vai nos ajudar muito a administrar as nossas APACs, principalmente eu, que estou começando agora, posso aprender com pessoas que têm mais experiência, que estão a frente das APACs a mais tempo.”

A irmã Maria Cristina, presidente da APAC feminina de Viana/MA e voluntária de longa data nas APACs também participou do evento. Ela ressalta o papel de referência metodológica e de gestão da FBAC frente as APACs: “A FBAC sempre tem projetos muito inovadores, está sempre um passo à frente em muitos aspectos como gestão, metodologia; então, vir nestes encontros é como beber direto da fonte da FBAC. Além disso, eu acredito que esses encontros são renovadores, tanto para os presidentes que estão começando quanto para os presidentes mais antigos.”

Para Valdeci, o encontro marca o início de uma nova cultura nas APACs, que, segundo ele, sai de uma lógica de prestação de serviços para uma cultura de resultados: “Nós apresentamos hoje um plano de metas, nos apresentamos também a reincidência dos 2 últimos anos e verificamos que, embora já seja muito baixo, é possível reduzir ainda mais a reincidência média das APACs, por isso nós estamos disponibilizando outras ferramentas como o programa Seguindo em Frente, o programa Caminho dos Cuidados e estamos compartilhando também as boas práticas das APACs para que cada unidade possa se inspirar naquilo que tem sido feito de melhor nas suas co-filiadas.”

O próximo encontro dos presidentes será realizado durante o 9º Congresso da APACs, em 2022. Mais informações sobre o congresso nas próximas publicações.

Categories:

Comments are closed