O sonho de implantar uma unidade da APAC no estado do Amapá parece estar mais próximo de se realizar, pelo menos é o que a visita de uma comitiva formada por representantes do Judiciário, Executivo, Ministério Público, Defensoria Pública e da sociedade civil do estado do Amapá representa. Segundo o Desembargador do TJ/AP, Dr. João Lages, além da intenção, já há inclusive um terreno, que fica localizado na cidade de Laranjal do Jari, na região sul do estado do Amapá, disponível para a implantação da unidade; segundo ele, a previsão é de que as obras comecem a ser implementadas já no próximo ano (2022).

O objetivo da visita em Itaúna foi, além de estreitar a relação entre as instituições de cada estado, apresentar à delegação como a Metodologia é aplicada na prática.

“A ideia foi vir aqui porque Minas Gerais que é o Estado referência da Metodologia para todo o Brasil, e nós viemos conhecer de perto essa realidade, entender não apenas de como se faz, mas todo esse arcabouço administrativo, como também a parte o aspecto normativo das APACs.”

O grupo foi recepcionado pelo Diretor Executivo de Metodologia da FBAC, Roberto Donizetti de Carvalho, pela Superintendente do Programa Novos Rumos do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Desembargadora Márcia Milanez e pelo Juiz da Vara de Execuções Penais de Itaúna, Adelmo Bragança de Queiroz.

Durante a visita o grupo pode conhecer de perto o trabalho e as atividades desenvolvidas nas APACs masculina e feminina de Itaúna

“Não há forma melhor de apresentar as APACs do que ouvir de voluntários e recuperandos suas histórias. Eu levo daqui experiências humanas maravilhosas. É uma experiência realmente a ser copiada e a ser divulgada.” Comenta o Desembargador João Lages.

Adelmo Bragança de Queiroz, Juiz Titular da primeira vara criminal do júri e execuções penais da Comarca de Itaúna, destacou os benefícios dessa aproximação institucional:

“Os ganhos são enormes. Em primeiro lugar pelo aprimoramento do diálogo entre as instituições de cada estado, além disso, esse diálogo é essencial para a construção de uma solução que seja a mais eficaz e legítima possível para a sociedade.”

Fechando as atividades, a comitiva visitou a sede da FBAC.

Composição da comitiva do Amapá:
Os juízes do TJAP, João Matos Júnior e Ailton Marcelo Mota Vidal; o assessor da Presidência do TJAP, Marcelo Victor Miranda; o prefeito de Macapá, Antonio Paulo de Oliveira Furlan; os promotores de Justiça do Amapá, Socorro Pelaes Braga e João Paulo Furlan; o secretário de Estado de Infraestrutura do Amapá, Alcir Matos; a presidente do Conselho Penitenciário de Macapá, Maria Acirene Souza; e a futura presidente da APAC de Macapá, Eliane Aranha.

Categories:

Comments are closed